Thelmo Lins Canta Drummond
  • Informações da Banda

    Thelmo Lins Canta Drummond

    Thelmo Lins Canta Drummond

    O show “Thelmo Lins canta Drummond” mescla canções do CD homônimo, com os poemas musicados do poeta itabirano, com músicas de grandes compositores brasileiros que se inspiraram nos versos de Drummond e temas que inspiraram o poeta a escrever.
    Estão no show canções como “Itamarandiba”, de Milton Nascimento e Fernando Brant (“no meio do meu caminho sempre haverá uma pedra...”), “Águas de Março” (Tom Jobim), “Trenzinho do Caipira” (Villa-Lobos e Ferreira Gullar), "Dentro de mim mora um anjo" (Sueli Costa e Abel Silva" e a contundente "Sonata ao Luar" (Beethoven). Thelmo canta também "Reino das Palavras", o samba-enredo da Mangueira que homenageou o poeta em 1987, e uma canção de Charles Chaplin, um dos ídolos de Drummond. A viagem musical se completa com nove canções do CD. Costuram o roteiro trechos de poemas de CDA que enfatizam os temas de cada música, como o clássico “E agora, José?” e o emocionante “Quero”.
    Desde que foi lançado, em 2002 (um ano antes do lançamento do CD), Thelmo Lins já apresentou o espetáculo em cinco estados brasileiros (Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Distrito Federal). Em algumas ocasiões, contou com participações especiais de Sueli Costa, Fatima Guedes, Wagner Cosse e outros nomes da música popular brasileira.

    Integrantes:
    Thelmo Lins (cantor)
    Danilo Abreu (piano e direção musical)
    Max Robson (bateria)
    Áureo Lopes (contrabaixo)
    Geraldo Vianna (arranjos)

    Telefone: (31) 9991-6653
    E-mail: thelmolins@uaivip.com.br

    Origem: Belo Horizonte - mg (Brasil)

    Residência: Belo Horizonte - mg (Brasil)

    Estilo
    Música popular brasileira

    Redes Sociais

  • CD Thelmo Lins Canta Drummond

    O CD Thelmo Lins Canta Drummond foi idealizado pelo cantor Thelmo Lins, como um projeto para o centenário do poeta, comemorado no dia 31 de outubro de 2002. No entanto, a concretização do patrocínio só aconteceu em janeiro de 2003, retardando o lançamento.
    A produção foi capitaneada por Tavinho Bretas e Thelmo Lins. Vários grandes nomes nacionais aceitaram o convite, criando canções que estão sendo registradas pelas primeira vez, como Milton Nascimento, Joyce, Sueli Costa, José Miguel Wisnik, Francis Hime, Tavinho Moura e Belchior. Para completar o elenco, foram convidados nomes da geração de ouro da MPB mineira atual, como Renato Motha, Sérgio Santos, Ladston do Nascimento, Geraldinho Alvarenga e Flávio Henrique.
    Os arranjos e a direção musical foram assinados por Geraldo Vianna, que também atuou no projeto como violonista. Integraram o elenco de músicos o violonista Weber Lopes, o pianista e tecladista Ricardo Fiuza, o baixista Milton Ramos, o percussionista Serginho Silva, o violonista e guitarrista Laudares, a violista Cleusa de Sana, a violoncelista Isabele Alves, o pianista Danilo Abreu, o clarinetista William Barros, o flautista Mauro Rodrigues, o violinista Leonardo Lacerda e o baterista André ‘Limão’ Queiroz.
    O CD Thelmo Lins Canta Drummond contou com outras participações de peso, como o da cantora lírica Eliseth Gomes, que fez os vocais na faixa “O Deus de Cada Homem”. O cantor Wagner Cosse dividiu com Thelmo Lins os vocais em “Cadeira de Balanço”. O maior destaque, no entanto, foi a participação especial da cantora Maria Bethânia, na faixa “O Mundo é Grande”. Grande influência na carreira de Thelmo Lins, Bethânia registrou no CD uma emocionada interpretação dos versos de Drummond musicados por Sueli Costa. A faixa contou, ainda, com o luxuoso violão de Jaime Alem, um dos maiores violonistas brasileiros atuais.
    O disco foi gravado no Estúdio Murillo Corrêa, em Belo Horizonte, de março a junho de 2003.
    Vale ressaltar o texto de apresentação do CD foi escrito por Affonso Romano de Sant’Anna, talvez o maior conhecedor da obra do poeta no mundo. Romano fez um breve relato da relação de Drummond com a música, constatando uma certa “inveja” do itabirano em relação à dupla Tom e Vinícius. Arrematando o texto, Romano escreve: “É relevante o fato que esse poetão tenha sido musicado por gerações sucessivas e diferentes de músicos. De seus pares modernistas, como Villa-Lobos, Mignone, passando por músicos experimentais como Edino Krieger e Marlos Nobre, ele chegou à música popular exemplificada neste CD. Isto não significa que sua poesia vai se tornar mais popular por causa disto. Significa, isto sim, que música e poesia voltam a se encontrar. A variedade dos ritmos, o requinte dos arranjos instrumentais e vocais e a voz de Thelmo Lins se fundem aqui harmoniosamente”.
  • Críticas e opiniões

    "...música e poesia voltam a se encontrar. A variedade de ritmos, o requinte dos arranjos instrumentais e vocais e a voz de Thelmo Lins se fundem aqui harmoniosamente", do poeta e escritor Affonso Romano de Sant'Anna (Rio de Janeiro, RJ)

    “Escrevo para agradecer tanta música boa. Gostei muito de teu disco. Você fez um ótimo trabalho propiciando esta nova interpretação da poesia de Carlos. A presença de Maria Bethânia é emocionante e você é responsável por toda essa emoção através das parcerias inspiradas. Música requintada, obviamente elaborada com pureza de sentimento e bom gosto. Ainda pretendo caminhar muito pelas curvas de teu disco... Meus parabéns pelo teu cantar e meu agradecimento pela tocante homenagem ao Carlos, meu avô-saudade”, de Pedro Graña Drummond, neto de Carlos Drummond de Andrade

    "Acabo de ouvir o CD e confesso que fiquei encantado com o resultado do trabalho. Sensível, belo e emocionante - achei todas as canções belíssimas...e acho também que é o melhor CD do Thelmo como cantor até então", do compositor Flávio Henrique (Belo Horizonte, MG)

    “Prezado Thelmo, sempre tive livros de cabeceira, vários. Agora, com o seu fabuloso, primoroso ‘Thelmo Lins canta Drummond’ tenho o meu primeiro CD de cabeceira. Obra digna da grandiosidade do nosso poeta-mor”, do jornalista e escritor Petrônio Souza Gonçalves

    Thelmo, estou emocionada com o que acabo de ouvir. Como grande admiradora da obra de Drummond, estou apaixonada pelo trabalho primoroso que você fez. Parabéns e sucesso!, da jornalista Kátia Pereira, da Rádio Itatiaia (Belo Horizonte, MG)

    “Parabéns pelo belíssimo trabalho! Embora extremamente contido, nosso Drummond ficaria orgulhoso pela brilhante homenagem. O disco está perfeito, em todos os aspectos: do talento do cantor à qualidade dos instrumentistas, da beleza das músicas ao bom gosto do libreto. Diante de trabalho tão emocionante, só podemos gritar da platéia: Bravo!!! Bravo!!! Bravo!!!”, do escritor e professor de Literatura Edmilson Caminha (Brasília, DF)

    “O CD está lindo!!! Você está cantando como nunca: simples, na medida exata, expressivo, cuidadoso e com a qualidade de sempre!”, da cantora e professora de canto Babaya (Belo Horizonte, MG
  • Fotos

    capa-cd-thelmo-lins-canta-drummond-4f48056f5d090.jpg thelmo-e-bethania-4f4805b3763ae.jpg thelmo-lins-canta-drummond-4f4805d378666.jpg dsc_5744-4f480b3ea2685.jpg livro-aberto-thelmo-e-sueli-4f48061c3535c.jpg dsc_0697-4f480b0fac7ee.JPG thelmo-e-drummond-4f48065e7133d.jpg img_1552-4f48073826dc1.JPG
  • Músicas

  • Clipping

    estadao-12-julho-2004-parte-1-4f4807b68dd29.jpeg estadao-12-julho-2004-parte-2-4f48083235f89.jpeg correio-braziliense-6-de-agosto-de-2005-parte-1-4f4808745efe2.jpeg estado-de-minas-04-de-agosto-de-2005-parte-1-4f4808cc4e186.jpeg tlcd-hoje-em-dia-fev-2003-4f48095a96fbd.jpeg tlcd-o-tempo-julho-2004-4f4809c5b734e.jpeg tlcd-em-set-2003-4f480a32ef9d1.jpeg
  • Quem é Thelmo Lins

    Thelmo Lins é cantor, ator, gestor cultural, escritor e jornalista. Nasceu em Itabirito (MG), em 1963.
    Começou sua trajetória artística no teatro, em 1983, na Oficina de Teatro do diretor Pedro Paulo Cava. Realizou algumas montagens teatrais, como A cantora careca e Flicts.
    Em 1991, graduou-se em Comunicação Social pela PUC-MG, tendo realizado os cursos de pós-graduação em Recursos Humanos (Cepemg, 1994) e Gestão Cultural (UNA, 2005). Como jornalista, criou e atuou na Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Itabirito (1989 a 1996), foi Superintendente de Comunicação Social (1997 a 1999) e Assessor de Imprensa da Galeria de Arte Copasa (2004 a 2007).
    Gravou seu primeiro CD em 1999, num projeto em homenagem ao Clube da Esquina – Nada Será Como Antes. Em 2000 lançou o CD Encontro dos Rios, somente com compositores de sua terra natal. Três anos mais tarde foi a vez de Thelmo Lins Canta Drummond, com poemas de Carlos Drummond de Andrade musicados especialmente para o trabalho por grandes compositores brasileiros. Em 2006, gravou e lançou, ao lado do cantor Wagner Cosse, o elogiado CD Cânticos, com os poemas de Cecília Meireles musicados por Fatima Guedes. Em 2010, também com o cantor Wagner Cosse, lançou o CD Trá-lá-lá-lá-li Trá-lá-lá-lá-lá – Poemas Musicados de Henriqueta Lisboa, que se transformou no musical infantil O menino poeta, que estreou nesse mesmo ano e cumpriu temporada em Belo Horizonte e 12 cidades do interior de Minas Gerais. Em 2011, lançou o CD solo Samba, Sambá, Sambô, com canções do compositor itabiritense Pirulito da Vila, artista de grande talento descoberto por Thelmo Lins em sua cidade natal.
    Como produtor fonográfico realizou, entre outros, os CDs de Serginho Barbosa, Coral Libre Cantare, Coral dos Meninos Cantores do Brasil, Coral do INSS-MG e o CD Feminino em Canto. Maria Bethânia, Sueli Costa, Elza Soares, Belchior, José Miguel Wisnik, Joyce, Francis Hime, Vander Lee, Milton Nascimento, entre outros nomes consagrados da MPB, são alguns artistas que já atuaram em projetos do artista.
    Em 2007, lançou o livro de poesias Rosas Amassadas, com prefácio de Fernando Brant.
    É responsável pela administração do Teatro Santo Agostinho, de Belo Horizonte, e pelo portal www.itabiritocultural.com.br. A partir de março de 2012, apresenta o programa Arte no Ar, na TV Horizonte, da capital mineira. O programa é dedicado à música.
    Recebeu, em 2000, a Medalha Francisco Homem Del Rey, pela Câmara Municipal de Itabirito, por seus serviços prestados à cultura itabiritense. Recebeu, em 2011, com o cantor Wagner Cosse, o Troféu SESC SATED de Melhor Trilha Sonora do Teatro Mineiro, pelo espetáculo O menino poeta.
    É proprietário da empresa TW Cultural, de produções artísticas e culturais, criada em 2007.
  • Blog do projeto

    RSS Thelmo Lins Canta Drummond
    • O CD Thelmo Lins Canta Drummond está disponível na web 23 de março de 2012
      Contracapa do CD lançado em 2003 (arte de Otávio Bretas)Todo o conteúdo do CD "Thelmo Lins Canta Drummond" pode ser acessado (somente para audição) no site www.cantadrummond.tnb.art.br. Não há previsão de se fazer uma nova tiragem do disco, que se encontra esgotado há dois anos. No site, o internauta também pode acessar textos, fotos e reportagens […]
      TW Cultural
    • CD de Thelmo Lins na lista dos trabalhos que influenciaram a carreira do DJ e produtor Zé Pedro 10 de novembro de 2011
      Em 2007, o DJ, produtor cultural e fonográfico Zé Pedro lançou o livro "Meus discos e nada mais", com a lista dos discos brasileiros que marcaram sua carreira e formação artística. Ali estão listados trabalhos de alguns dos mais expressivos artistas do Brasil, como Maria Bethânia, Nara Leão, Elis Regina, Ney Matogrosso, Chico Buarque, Gal Costa, Fa […]
      TW Cultural
    • Onde ouvir as músicas 29 de setembro de 2011
      Ouça faixas do CD nos seguintes endereços eletrônicos:www.myspace.com/thelmolinsCONFIDÊNCIA DE UM ITABIRANO (Música de Tavinho Moura)http://soundcloud.com/tw-cultural/confid-ncia-de-um-itabiranoANOITECER (Música de J.M.Wisnik)http://soundcloud.com/tw-cultural/anoitecerO MUNDO É GRANDE (Música de Sueli Costa) participação especial de Maria Bethâniahttp://soun […]
      TW Cultural